Forest Gump: uma trilha sonora de verdade

Eu já havia ouvido a trilha sonora de Forrest Gump no filme, claro, e com minha amiga Sandra, na época do filme mesmo (lá pelos agora já meio longínquos anos 90) e tinha muito na cabeça que era fenomenal. Ouvi novamente e posso garantir: é uma deliciosa viagem no tempo pela música americana. O primeiro CD, principalmente, é como mergulhar no passado. No meu caso, os hits dos anos 60 e 70 que ouço nos CDs os ouvi na ressonância de minha infância nos anos 80, mas não posso deixa de me emocionar com Blowing in the Wind, com Joan Baez (ah, Joan Baez, que me acompanhou quando comecei a estudar espanhol) ou What the world, com Jackie DeShannon, esta última sendo uma daquelas músicas que você não lembra o nome mas quando ouve o refrão diz “Pooorra!!!” Que dizer de Fortune Son do Credence and Clearwater Revival? Dá vontade de pegar uma guitarra e sair gritando pelo prédio. São momentos altos do primeiro CD também I can’t help myself do The Four Step e But I do, com Clarence Henry -duas musiquinhas com aquelas melodias pegajosad que dão vontade de dançar – e Break on through, claro, do The Doors. Não quero nem citar Hound Dog com o Rei nem California Dreamin’ do Mamas and the Papas, para não cair no lugar comum. Aretha com Respect? Ok, eu fico calado.

O segundo CD é mais fraquinho, mas tem cada bomba: pra arrombar logo, Jefferson Airplane botando quente com Volunteer, se bem que esse é bem mais easy leasining: eu me lasco ao ouvir The Youngbloods com Let’s get together – é uma daquelas que já falei com refrão arrombante. The Byrds com Turn! Turn! Turn! parece Anos Dourados, ou um clima assim, enquanto Harry Nilsson com Everybody’s Talkin’ tem um clima meio kitsh, mas é massa! O ápice do easy leasing, Rain drops keep falling on my head do B.J. Thomas não podia deixar de coroar o CD 2. O CD não podia deixar de ter umas doideras, como um tal de The Doobie Brothers, com um lance meio eletronico churrascaria anos 80 querendo ser soul, mas eu até perdôo, porque a trilha é boa demais!!! Dá até vontade de furar minha ideologia piratesca e comprar o danado. Mas não, deixa pra lá. CD comprado, só do Belle and Sebastian. Mas isso é outra história.

Etiquetas:
Sem comentários

Comente