Capacitar para transformar

Ofereci na semana passada uma capacitação para produtores culturais e pessoas do setor da literatura, voltada para o edital do Funcultura. O fundo disponibiliza 22 milhões de reais para diversas linguagens culturais para projetos a serem desenvolvidos no estado (fora os 11,5 milhões disponibilizados em outro edital, específico para o Audiovisual). Chamou-me a atenção o fato de que a maioria absoluta dos que estavam fazendo o curso nunca tinha apresentado projetos no fundo (alguns nunca tinham apresentado um projeto em qualquer edital).

Após três anos trabalhando na gestão pública, percebo que é essencial promover a apropriação por parte do setor das políticas públicas de suas linguagens. Sem isso, não há como renovar as pessoas que têm acesso aos editais e fica difícil pensar em oxigenar a cadeia criativa. Este ano as oficinas do Funcultura, por exemplo, rodaram 31 cidades do estado apresentando o edital e ensinando como construir um projeto competitivo. É um trabalho essencial nesse caminho que falava da capacitação.

As capacitações também são uma oportunidade de conversar sobre políticas públicas de cultura 1 e fazer os produtores entenderem que não basta ter um projeto excelente se ele não tiver uma proposta que se enquadre na perspectiva de uma política pública de cultura mais ampla.

Infelizmente, ainda poucas pessoas fazem as capacitações: divulguei em todas as minhas redes, pelos sites e pela imprensa também vi as datas de formação, mas apenas cerca de vinte pessoas fizeram o curso comigo no Teatro Arraial. Sem profissionalismo e sem o envolvimento dos diversos elos da cadeia do livro, será difícil desenvolvermos o setor.

Mas já que estamos falando do Funcultura, fiquem atentos para os prazos: é importante que os produtores culturais atualizem seu cadastro até o dia 7 de fevereiro. As inscrições vão de 10 de fevereiro a 17 de março de 2014.

Mostrar 1 nota de rodapé

  1. Por sinal, a Fundação Casa Rui Barbosa promove um seminário sobre políticas públicas. Quem quiser enviar trabalhos, observe as regras aqui.
Sem comentários

Desculpe, fechado para comentários.